• Heloísa Cipriano

Além das Trilhas especial: lista de filmes com temática LGBTQIA+

colaboração de Anna Clara Fonseca


Há 52 anos, neste dia 28 de junho, acontecia um evento em Nova York que mais tarde viraria um despertar para a comunidade LGBTQIA+. Na luta pela liberdade em ser ouvida, a pauta levantada era de luta pelos direitos da comunidade gay serem reconhecidos, na Rebelião de Stonewall Inn, bar frequentado por homossexuais que foi cenário de protestos contra a represália da polícia de Nova York.


Hoje, esse bar é ponto turístico e histórico, porque foi nele que a luta (que é diária e de anos antes de 1969) recebeu atenção da sociedade e começou a fervilhar ainda mais protestos com o passar do tempo. E pra celebrar o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, hoje preparamos um Além das Trilhas especial. Confira a seguir a lista de filmes que preparamos com produções que têm foco na vida de quem se identifica com essa sigla e que recebem excelentes trilhas sonoras.


The Rocky Horror Picture Show (1975)



Na nossa lista não podia faltar The Rocky Horror Picture Show. O musical é um clássico memorável por retratar na década de 70 a libertação sexual e a aceitação LGBTQIA+. Na época que foi lançado, foi ignorado por muitos cinemas, devido à temática que era um grande tabu para a sociedade (até hoje, aliás). Considerado um filme cult, os assuntos são abordados de forma artística. Conta a história de um casal recatado, Janet e Brad, que se perdem numa viagem e encontram o grande castelo do Dr. Frank N. Furter. Ele é um doutor travesti alienígena do planeta Transilvânia e trabalha na criação de Rocky, um Frankenstein sarado e bonito criado para a satisfação de seus desejos sexuais.


O longa foi adaptado, porque a criação foi originalmente para ser uma peça de teatro; mas fez ainda mais sucesso como filme, com uma trilha sonora muito original e famosa. Exemplos são as canções I Can Make You a Man e Touch-a, Touch-a, Touch Me. Além disso, deixou um legado tão forte que até hoje é celebrado no meio cult e ganhou homenagens, como um episódio na série musical Glee e um tributo ao filme, chamado The Rocky Horror Picture Show: Let's Do The Time Warp Again. Além disso, há peças de teatro que se inspiram no filme.


Velvet Goldmine (1998)



Velvet Goldmine é conhecido na história do cinema como o filme que recriou com maestria a era do glam rock, com David Bowie como principal ícone da indústria desse gênero musical. A marca é a androginia, o colorido, os trajes com muito brilho, cílios postiços e saltos altos. O rock também é voltado para um estilo mais sensualizado; e a trilha sonora deste filme é muito discutida entre quem trabalha com música e cinema. Conta a história de Brian Slade, um grande ícone do movimento glam rock, que não consegue lidar com a fama e decide forjar sua própria morte. Anos depois, um jornalista inglês investiga a carreira e o desaparecimento do artista. O filme teve Michael Stipe, vocalista e líder da banda americana REM, como produtor executivo, e envolveu também muitos artistas consagrados da música pop. Jornais como Folha de S. Paulo elogiaram muito o filme na época que foi lançado. O jornalista André Barcinski escreveu "Se a maior qualidade da boa música é transportar-nos para um lugar melhor, 'Velvet Goldmine' faz sua parte, e nos leva a uma época em que um acorde de guitarra tinha o poder de mudar o mundo".


Brokeback Mountain (2005)



A trilha sonora de Brokeback Mountain foi composta pelo compositor argentino Gustavo Santaolalla e conquistou o Oscar e o Globo de Ouro. Para retratar a história dos amigos Jack Twist (Jake Gyllenhaal) e Ennis del Mar (Heath Ledger), dois jovens vaqueiros que se conhecem e se apaixonam em 1963, foi preciso trazer um clima bucólico e campestre. As canções tem um tom melancólico para expressar o cenário de opressão dos jovens, que viviam um romance escondido. Quem gosta de folk music deve amar o álbum do filme.


The Love of Siam (2007)



O filme tailandês pode ser encontrado na Netflix e conta a história de dois adolescentes, que se conheciam desde criança; eventos inesperados na família de um deles faz com que se separem. Depois, eles se reencontram, e percebem que nutrem sentimentos um pelo outro. "Assumir" é uma palavra que constantemente paira nos pensamentos e na vida de quem é LGBTQIA+; diferente de quem é cis-hétero que, aos olhos da sociedade, não precisa se "assumir". O filme nos faz refletir nesse sentido, embalado por músicas que sabem retratar momentos delicados e profundos. Algumas das músicas são compostas pelos próprios atores, já que um deles interpreta um líder de uma boyband, chamada August Band. Uma curiosidade: a banda realmente existiu, com canções cantadas e orquestradas pelos dois protagonistas.


Girl (2018)



O premiado e aclamado drama belga Girl conta a história da bailarina Lara, uma garota trans de 15 anos, e sua batalha para a realização da sua cirurgia de redesignação sexual. Wendy Ide escreveu sobre o filme na revista de cinema Screen Daily: “O que é crucial para o sucesso do filme, no entanto, é o fato de que, apesar de sua franqueza sobre a dor de Lara, o filme se recusa a renunciar a uma nota de esperança."


Dear Ex (2018)



Lançado em novembro de 2018, o filme taiwanês Dear Ex entrega uma história sensível e extremamente necessária. Após a morte de seu ex-marido, Liu Sanlian descobre que o mesmo modificou o testamento, deixando tudo para seu amante, Jay. No desenrolar da história, acompanhamos a história de Jay com o ex-marido de Liu Sanlian, a relação de Jay com o filho adolescente de seu amado e como em cada momento, as histórias são contadas com um sensível cuidado.


Seu Nome Gravado em Mim (2020)



Estrelado por Edward Chen e Jing-Tseng, Seu Nome Gravado Em Mim se tornou o filme LGBTQIA+ com a maior bilheteria da Ásia. Foi lançado na Netflix, 23 de dezembro de 2020, enquanto em Taiwan estreou 30 de setembro, um ano depois de legalizarem o casamento entre pessoas do mesmo sexo, se tornando o primeiro lugar na Ásia a realizar esse feito. Dirigido por Patrick Kuang-Hui Liu, o filme apresenta a amizade de A-han e Birdy, dois jovens garotos que acabam se aproximando na escola. O passa na década de 80, quando o país é liberado das leis marciais conhecendo a liberdade de expressão. Entretanto, isso não impedia da sociedade não aceitar relacionamento gays. Homossexualidade era um tabu muito forte naquela década, sendo um dos fatores principais do afastamento de Birdy quando a relação entre eles começa a tomar um novo rumo.


Menções Honrosas:

1. The Adventures of Priscilla, Queen of the Desert (1994)

2. Tatuagem (2013)

3. Kanojo (2021)

Estamos ouvindo!

LEIA TAMBÉM