• Heloísa Cipriano

LIVE REVIEW: Soprü 'Enquanto a Orquestra Não Vem' @ Tendencies Rock, Palmas


Aos poucos a equipe Sidetrack Magazine volta a assistir shows e narrar o que achamos para os nossos leitores. Como a pandemia da Covid-19 ainda é uma realidade, mas que se torna distante com o avanço da vacinação (quase 70% da população totalmente vacinada no Brasil), duas das nossas integrantes (Heloísa e Letícia) assistiram no início deste mês um pocket show da banda Soprü, que inclusive já fizemos post sobre seu álbum de estreia, lançado em abril deste ano. Você pode conferir o post aqui. Para ter acesso ao local, era preciso apresentar comprovante de vacinação das duas doses aplicadas e utilizar máscara de proteção individual. Confira o que achamos do show ao vivo!



Depois de outros artistas se apresentarem no palco da casa de shows Tendencies Rock (Fernanda Hoffmann, Bonovo, Jorge Gabriel e discotecagem de Dj Iuzzy e Pipo Wav), em Palmas (TO), a última a se apresentar foi a mais esperada da noite: a Soprü. Apesar de ter começado suas atividades em 2018, o que achamos recente, a Soprü já tem uma infinidade de fãs fiéis e apaixonados. Prova disso é que durante todo o show, todos que ali estavam cantavam todas as canções, o que demonstra que a Soprü já tem presença e firmeza no cenário musical palmense até o momento. A setlist do show, que aconteceu no dia 10 de dezembro, contou com todas as canções do álbum Enquanto a Orquestra Não Vem (2021), e algumas participações especiais, como da cantora e compositora também de Palmas, Maré.


Setlist do pocket show do dia 10 de dezembro, no Tendencies Rock


1. Intro 2. Derrete

3. Sólissurto 4. Desconforto

5. Somália

6. Água Gelada

7. Moinhos de Beócia feat. Maré

8. Enquanto a Orquestra Não Vem

9. Interlúdio

10. Júlia

11. Maré feat. Maré

12. Devaneios do Teu Ócio feat. Maré

13. Welton

14. Bossa Progressiva


Soprü e Maré no palco. Foto: Heloísa Cipriano

As composições da Soprü passeiam, como a banda mesmo definiu, por caminhos imprevisíveis e repletos de ritmos. Pudemos perceber isso durante a apresentação de todas as canções, porque a cada faixa que traziam, havia uma mistura de emoções com o objetivo de contagiar o público. Teve guitarra, sintetizador, clarinete, baixo… Imagine tudo isso junto em um só espaço? É uma experiência sonora que vale a pena viver. Não sentimos muita diferença entre as canções gravadas e apresentadas ao vivo; tudo bem harmonioso e os vocais bem afinados.


O pop rock alternativo misturado com black music, neo soul e smooth jazz animou durante toda a noite, inclusive com a participação de Maré. Ainda não falamos sobre ela aqui na Sidetrack Magazine, mas para te dar um spoiler, Maré é afinadíssima! Ela já foi vocalista do grupo musical de Palmas chamado Tertúlia, que contém algumas músicas autorais, como a 11ª faixa da setlist, Maré. Foi composta por Maria Eduarda, que tem 22 anos e escreveu a canção quando ainda estudava no Ensino Médio. A banda Tertúlia já tocou no Festival Som do Formigueiro, festival regional de 2019. Maria Eduarda é uma compositora independente e geralmente é chamada pela Soprü para feats como do show do dia 10. Confira uma de suas músicas.



Depois desse show, viramos ainda mais fãs da Soprü, uma banda que percebemos que inova e, ao mesmo tempo, tem apego aos seus princípios. Nós esperamos que muitas oportunidades sejam concretizadas para esses moços que caminham lindamente no cenário musical e aos poucos, conquistam espaços. Prova disso são os números de 2021 da Retrospectiva Spotify, divulgada pelo streaming todo final de ano. A Soprü divulgou e olha só: mais de 90 mil streamings! Eles estão arrasando!



No dia 10 de Dezembro, após dois anos de paralisação, o show tardio de lançamento do primeiro álbum da banda aconteceu com direito à venda de camisas para os fãs! Claro que compramos também, porque fã que é fã faz assim. Olha só, que linda!



Seis dias depois do show, a Soprü lançou também no Spotify um novo single, chamado Sólissurto (que inclusive fez parte da setlist do dia 10). A Sidetrack propõe também que você conheça os artistas do Tocantins. O cenário musical é rico, e cada vez mais apresenta novos compositores e bandas… Traremos aqui para você conhecer. Como sempre dizemos: é muito importante apoiar a cena regional, porque para que esses artistas famosos sejam reconhecidos hoje por seus trabalhos, eles tiveram antecedentes de muita luta para, assim, chegar onde chegaram.

Estamos ouvindo!

LEIA TAMBÉM