• Bárbara Bigas

REVIEW: A estreia descolada de Blu DeTiger com o EP "How Did We Get Here?"

Blu DeTiger é uma daquelas sensações que explodem na internet do dia para a noite, mais especificamente por conta de um outro fenômeno digital que teve o mesmo destino: o TikTok.


+ LEIA: 5 hits clássicos que você conhece provavelmente por causa do TikTok


Já falamos anteriormente por aqui que o tal aplicativo de vídeos tem o poder de definir os novos hits do momento e até de dar reconhecimento a artistas até então pouco comentados. Foi o que aconteceu com Blu.


A nova-iorquina de 23 anos começou a tocar baixo aos 7 anos de idade, e aos 17, estreou como DJ. Participou também da banda de rock alternativo de Los Angeles Kitten, a qual o seu irmão mais velho Rex DeTiger também fazia parte. Além disso, ela já foi a baixista em turnê ao lado de nomes como Caroline Polachek, The Knocks e FLETCHER.


Junto de Rex, Blu também já lançou um projeto chamado “BITS”, sempre com o baixo em mãos. Toda essa trajetória deu a ela diversas experiências musicais que culminaram em sua carreira solo, iniciada em 2019 com o single In My Head.


Como dito inicialmente, Blu começou surpreendendo ao fazer covers e jams de baixo com músicas dos mais diversos gêneros: de Janet Jackson até Ariana Grande, passando por Russ e Billie Eilish, a baixista mostrou um talento e estilo inigualáveis, além de mostrar para uma grande e nova audiência o poder do som do baixo.


Seu trabalho também vem sendo reconhecido por outros fatores importantes: como mulher e como uma pessoa tão jovem, Blu tem sido uma inspiração para muita gente.


Em primeiro lugar, por mostrar de forma divertida como o baixo pode ser um instrumento incrível e versátil. Em segundo lugar, por quebrar certos paradigmas machistas existentes na música. Em entrevista para o blog Ones to Watch, ela conta:


“As pessoas ficam muito surpresas quando percebem que eu realmente posso tocar baixo ou DJ corretamente. É parcialmente bajulador que eles estejam me elogiando - mas por que eles presumiram o contrário? A suposição seria a mesma para um homem? Eu quero mudar essa percepção. Não acho que as pessoas dêem atenção suficiente às mulheres, especialmente no papel de produtoras. Eu acho que é necessário mais oportunidades e mais reconhecimento das mulheres em todos os aspectos da música (mixers, engenheiros, A&R, por exemplo) - não apenas como escritoras e cantoras.”


Em 5 de março, Blu teve seu debut com o EP “How Did We Get Here?”, composto por 7 faixas, entre elas as já conhecidas Figure it Out, Vintage e Cotton Candy Lemonade.


O título demonstra como a própria cantora não imaginava chegar aonde está hoje tão rápido, e esse EP veio para apresentar sua nova face ao mundo: não a Blu dos covers no Tiktok ou a Blu que tocava em bandas e fazia DJ, e sim, a Blu que escreve, produz e performa suas próprias músicas e que compartilha com seus ouvintes sua personalidade intensa, livre e cativante.


Com a influência funk e disco já expressa pela cantora, as músicas do seu primeiro EP tem um som limpo e minimalista, combinado com seus vocais leves, que trazem seu toque despojado e ao mesmo tempo, descolado e cheio de classe.


As letras falam muito de amor, de uma maneira completamente vulnerável e aberta, uma marca que percebemos em todos os singles de DeTiger lançados até então.


Dentre os destaques do EP, podemos citar Vintage, disco banger but you’re crying in the bathroom, Cotton Candy Lemonade e Kinda Miss You.


Vintage é uma música de auto-afirmação da personalidade vintage da cantora, evidenciando que ela procura essa característica dentro de um romance. A faixa tem também uma das linhas de baixo mais viciantes de todo o EP, que levou muitas pessoas a postarem covers nas redes sociais.


disco banger but you’re crying in the bathroom é quase que um interlúdio em que Blu mostra algumas de suas habilidades no baixo e no DJ e nas teclas, influência da música disco e techno com a qual já trabalhou.


Cotton Candy Lemonade tem a melodia serena da guitarra e proporciona um sentimento de calma quase que instantâneo, ao passo que dá espaço para as emoções complexas evidenciadas na letra.


Kinda Miss You é a fantasia de um amor estrangeiro, mais especificamente em Paris, local para onde Blu estava indo quando teve a primeira inspiração para essa faixa. Essa ideia se embala com a sonoridade mais dançante de todo o EP.



Ouça How Did We Get Here? agora mesmo:




















FUN FACT: Na semana de lançamento de seu EP, Blu comemorou 1 ano desde que o seu primeiro vídeo bombou no TikTok. Um ano e alguns dias depois, Blu já se encontra em outro patamar, dando início a uma carreira de muito sucesso (que assim seja!)

Favoritas: Vintage e Kinda Miss You



Estamos ouvindo!

LEIA TAMBÉM